Etiqueta: Comunismo

O Partido: nós somos isso

Por Wilhem Reich. Traduzido por Jean-jacques Scherer Peres. Trecho retirado do texto “Reforming the Labor Movement”, presente na coletânea “Sex-Pol Essays, 1929-1934”, da Vintage Books Edition, de 1972. A consciência de classe surge de duas formas. A das massas é diferente da dos dirigentes. (Exemplos do primeiro tipo: as necessidades do adolescente, como a necessidade

Leia mais »

Gramsci, herdeiro de Lenin: o problema da relação entre teoria e paixão

Por Eduardo Granja Coutinho* E o incêndio revolucionário se propaga, incendeia novos corações e cérebros, transformando-os em tochas ardentes de nova luz, de novas chamas. [antonio gramsci]  Sabe-se que a Revolução Russa marcou profundamente a prática e a teoria  revolucionária nos anos que se seguiram à Primeira Guerra Mundial. Ao  mesmo tempo em que galvanizou a paixão insurgente das

Leia mais »

É preciso honrar o legado de Paulo Freire sendo rigorosamente crítico com a sua obra

Por Vinícius Puccinelli, doutorando pelo Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Certa vez, em um artigo para a Revista do Brasil, Graciliano Ramos escreve, analisando criticamente a obra de Machado de Assis: “Nas homenagens que hoje tributam a Machado de Assis há com certeza, junto à admiração dos que o

Leia mais »

Entrevista exclusiva com Alain Badiou

Entrevista por Marcelo Bamonte e Diogo Fagundes. Somente a luta revolucionária liberta os povos. Tomado e moldado em meio ao confronto prático, o filósofo francês Alain Badiou, 84, segue refletindo sobre as especificidades e totalidades do sistema do capital, que deve ser derrotado. “Hoje, um homem pode ter riqueza igual à de vários milhões de

Leia mais »

Não é hora de criticar Lula?

Por Gabriel Landi Fazzio Lula acredita que conciliar a esquerda e os trabalhadores com a burguesia liberal é o único caminho para isolar e derrotar o bolsonarismo. Mas esse é justamente o caminho que incubou e fortalecerá a extrema-direita. Para lutar por uma tática de independência de classe e por uma estratégia anticapitalista, é fundamental

Leia mais »

Uma precarização psíquica de magnitude quase inconcebível – Escritos a partir de K-punk de Mark Fisher

 Por Emiliano Exposto[1][2],via Cajanegra Editora, traduzido por Reginaldo Gomes A infraestrutura desejante do capital estimula forças psíquicas sinistras que ele descarta porque não pode controlar. Os poderes surreais e aterradores do inconsciente são desencadeados e descartados pela mesma maquinaria libidinal capitalista que a desperta, captura e obstrui. 

Leia mais »